sexta-feira, 22 de novembro de 2013

São Gilberto de Sempringham: um modelo para o homem moderno



                         Pelo dom do batismo todos somos chamados à santidade de vida. A santidade é um olhar para a misericórdia de Deus que em sua infinita benevolência cuida e ampara cada um de seus filhos num caminho que conduz à uma vida nova e plena.
        São Gilberto, assim como todos os santos e santas de Deus, é um modelo para o homem moderno, para o ser humano do mundo atual marcado profundamente pela indiferença em relação ao seu próximo, à uma busca desenfreada de bens e prazeres, em que o outro é visto apenas como um concorrente, e que muitas vezes deve ser eliminado.
       A santidade de vida consiste, pois, em Cristo, ser envolvido pela luz e força do Espírito Santo, o espírito de Jesus que nos revela e anuncia toda a verdade cristã que vence as forças e poderes da mentalidade do mundo. Os santos conseguiram pelo esforço contínuo de uma conversão sincera de seus corações superar todas as formas de sedução oferecidas a eles pelo poder do mal, pelo pecado, pela rebeldia. 
         Os santos foram e são heróis pelas suas virtudes e ações encorajadas pela palavra de Deus, fortalecidos pela Eucaristia e perdoados os seus pecados e limites pela busca constante de uma renovação da mente e do coração para se assemelharem mais e melhor ao rosto de Cristo que resplandece a beleza do amor do Pai.  
        São Gilberto viveu sua vida marcado pela santidade levando uma vida normal como a de todos nós, mas certamente com o grande diferencial: soube amar e perdoar de tal forma de que nada, nenhum obstáculo que estivesse à sua frente pudesse ter a força maior que a do Espírito para o conduzir, dilatar seu coração a ponto de poder amar até os seus inimigos e perseguidores e enfrentar com o silêncio e a oração para superar os momentos de tribulações e dores.
       Ser santo é viver uma vida dedicada ao outro, numa profunda intimidade com Deus através da oração e do abandono; é tornar-se amigo de Deus. É saber enfrentar os obstáculos no percurso da vida, tendo sempre os olhos fitos nas mãos de Deus que nos reerguem após cada e toda queda. 
         São Gilberto não foi um super-herói, mas foi um homem que no seu limite humano aprendeu a fazer uma leitura orante em sua vida do poder do amor de Deus que o foi tornando dia-a-dia mais segundo sua imagem e semelhança. Quando ele conheceu e experimentou esse amor de Deus Pai segui-o de tal forma com todo o seu coração, de uma maneira incondicional, sem hipocrisia, que foi assemelhando mais e mais ao seu Criador.
          Ele soube dedicar sua vida em favor da missão da Igreja que é anunciar Cristo, manifestar ao mundo o valor do servir com alegria e com gratuidade, deixar-se ser impulsionado pelos valores do Reino que ainda não está presente em nosso meio mas que indicam um caminho seguro a seguir e a aderir. 
          São Gilberto bem como todos os santos são sem sombras de dúvidas para o homem moderno um sinal de Deus que aponta para uma realidade muito superior àquilo que o ser humano hoje busca: Deus presente e vivo atuando na vida dos seus seguidores e fiéis ao seu batismo.
            Que São Gilberto inspire sempre a cada um dos homens dos dias marcados pela tecnologia e toda forma de avanços materiais a experimentarem aquilo que a traça e a ferrugem não podem destruir: vida em plenitude, santidade de vida.




2 comentários:

  1. Olá, sou apaixonado pela história de vida de São Gilberto, por acaso você já ouviu falar em distribuição de relíquias (aqueles pedacinhos de panos de 3° grau) de São Gilberto? Alguma ordem na Inglaterra faz isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cássio, paz e bem! Que bom que você admira e venera São Gilberto. Que ele possa interceder sempre por você. Quanto as relíquias, elas se encontram na Itália, em Casoli. Em Cristo, Pe. Carlos

      Excluir